1 Flares Twitter 0 Facebook 1 Filament.io 1 Flares ×

“Mas o fruto do Espírito é amor, alegria, paz, paciência, amabilidade, bondade, fidelidade, mansidão e domínio próprio. Contra essas coisas não há lei. Os que pertencem a Cristo Jesus crucificaram a carne, com as suas paixões e os seus desejos. Se vivemos pelo Espírito, andemos também pelo Espírito.” (Gálatas 5: 22-25)

Da série sobre Fruto do Espírito… A Fidelidade vem aí!

Um dos maiores atributos de Deus é a fidelidade. Chega a chocar, tamanho é o impacto dela, nas nossas vidas.

Para o ser humano, é impossível viver uma fidelidade genuína, sem Deus. Com Ele já é difícil, devido a nossa natureza carnal, imagine sem o Espírito Santo…

A fidelidade constrangedora de Deus é tão absurda, que Ele é fiel à sua Palavra, ao seu filho Jesus, e a nós em três instâncias: individualmente, como igreja e como nação; sem que haja confusão entre as partes, sem contradições, e com igualdade. Na realidade, as nossas promessas individuais estão entrelaçadas às promessas para a igreja, e para as nações.

Portanto, mesmo que um homem dedique sua vida inteira a estudar sobre a fidelidade de Deus, possivelmente não a compreenderá na sua totalidade.

Quando confiamos em Deus, ou seja, depositamos todas as nossas fichas Nele, movemos a fidelidade de Deus a nosso favor. Por que? Simplesmente porque Ele é imutável, e a fidelidade está atrelada ao caráter santo de Deus. Ao cumprir suas promessas em nós, somos uma vitrine da Sua Glória.

Não há a menor possibilidade D’Ele deixar de ser fiel, e não nos recompensar por nossa confiança, durante nossa juventude, “gastando” nosso tempo ESPERANDO o que Ele tem de melhor para cada um de nós.

Então, como confiamos e servimos a um Deus fiel, cabe a nós, criados à imagem e semelhança Dele, nascidos de novo, viver em uma busca incansável pelo testemunho vivo desta fidelidade plena.

Que importa se alguns deles foram infiéis? A sua infidelidade anulará a fidelidade de Deus? De maneira nenhuma! Seja Deus verdadeiro, e todo homem mentiroso. Como está escrito: “Para que sejas justificado nas tuas palavras e prevaleças quando fores julgado”. (Romanos 3:3-4)

Mas tu, Senhor, és Deus compassivo e misericordioso, muito paciente, rico em amor e em fidelidade. (Salmos 86:15)

Rhanúsia Lara e Bruna Tavares

http://euescolhiesperar.com

1 Flares Twitter 0 Facebook 1 Filament.io 1 Flares ×

by Adonias Martins

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *