0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Filament.io 0 Flares ×

A vida que passa, a rotina que vem e vai, pessoas chegando, outras partindo. Portas abertas, outras fechadas, lágrimas, sorrisos, inquietações, barulho ou silêncio. Abraço, beijo, sermão, conselho, cobrança, realidade, responsabilidade, família, sentimento, amizade, caminho, trabalho, presente e futuro. Pra onde iremos nós?!

Será que estamos nos movendo? Ou ainda permanecemos no mesmo lugar? E, se estamos no mesmo lugar, onde será que estamos?!

Já não é tão novidade ouvirmos o quanto os nossos dias tem passado depressa. Parece que com o tempo, não é algo que se espante. O interessante é notar a rapidez de uma semana, a velocidade de um mês, e os planos que pensamos em cumprir, e quase nunca os tiramos do papel.

Sem uma posição, sem uma direção, não somos ninguém.
É necessário criar raízes, ficar onde se é pra estar, ou começar à iniciar um caminho com direções do Céu.
Tudo que fazemos hoje, é registrado em Deus, quer seja bom, quer seja mau.
Para cada caminho existe um preço, e um recomeço.
Para cada oração, existe um coração que liberta um “alguém” que se entrega, e que se rende, o pecador que se arrepende, quando reconhece que o melhor caminho para avançar é de joelhos, é prostrado que rompemos, e prosseguimos.

“Eu tenho amado a vocês, tal como o Pai me amou. Permaneçam no meu amor.” (João 15:9)
Ana Carolina Terto

fonte: euescolhiesperar.com

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Filament.io 0 Flares ×

by Adonias Martins

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *